Para russinhos/as e brasileirinhos/as Paulo Henrique Pompermaier

Com contos clássicos, mas também com inéditos no Brasil, antologia percorre 150 anos de literatura russa infantojuvenil

Sob o couro do corpo e da palavra Paulo Henrique Pompermaier

Em uma sociedade violenta e perversa, a literatura de Diamela Eltit revira a própria língua para criar linhas de resistência

Impressões num corpo que não sabe se sabe dançar: alguns passos a partir de I Who Cannot Sing, de Patrícia Lino Laura Assis

Um dos maiores acertos de I Who Cannot Sing, de Patrícia Lino, é ter atingido em suas peças de poesia mixada uma organicidade e uma existência própria.

A vanguarda nacionalista de Roberto Mangabeira Unger Roberto Dutra

Livro ajuda a consolidar no Brasil o crescente interesse acadêmico pela obra do filósofo, teórico social e político brasileiro

Sobre ‘Um caderno para coisas práticas’, de Annita Costa Malufe Danielle Magalhães

Se em um caderno para coisas práticas há um esforço de lembrar, de reter, de ouvir, só há o que aponta para a impossibilidade de ouvir e de salvar

Passadistas e futuristas

Reunindo textos de partidários da vanguarda modernista, como Sérgio Buarque de Holanda, Mário de Andrade e Oswald de Andrade, e de seus adversários, como Lima Barreto, Oliveira Castro e Plínio Salgado, publicados em jornais e revistas da época, o livro 22 por 22 – A semana de Arte Moderna vista pelos seus contemporâneos, organizando por … Continue lendo “Passadistas e futuristas”

Drummond, o antibusto Heitor Ferraz Mello

Há cem anos, em 31 de outubro, nascia Carlos Drummond de Andrade, o escritor cuja obra colocou uma pedra enigmática no meio do caminho da literatura brasileira

Uma fortuna crítica infinita

Obras de Davi Arrigucci Jr., Vagner Camilo e Marlene de Castro Correia e coletânea de ensaios renovam a recepção crítica de uma obra caracterizada pela capacidade inesgotável de desestabilização do conhecimento e de recifração dos impasses históricos  A julgar pela quantidade de estudos publicados às vésperas do centenário de nascimento de Carlos Drummond de Andrade, … Continue lendo “Uma fortuna crítica infinita”

O pesadelo da modernização

Relançamento das obras de Faulkner no Brasil mostra atualidade de um escritor que lançou mão da fragmentação da narrativa e de personagens que vivem isoladas em mônadas impenetráveis para representar o fim da “fase heróica” da burguesia americana. Leia, neste dossiê, um ensaio do romancista Cristovão Tezza sobre o recém-publicado Palmeiras selvagens, trechos inéditos da … Continue lendo “O pesadelo da modernização”

Entre a dor e o nada

Em Palmeiras selvagens, Faulkner intercala duas narrativas autônomas que sintetizam as duas linhas mestras de sua obra – a concepção trágica de romances como O som e a fúria e Absalão, Absalão! e o retrato pitoresco do sul dos Estados Unidos encontrado em livros como A cidade e Os invictos   A primeira peculiaridade que … Continue lendo “Entre a dor e o nada”

TV Cult