‘Democracia e amor’: um mergulho no espetáculo à brasileira Diogo Dias

Curta dirigido por Rubens Rewald e Tales Ab’Sáber recoloca em questão os efeitos profundos das superficialidades da indústria cultural entre nós

O “preso Maria da Penha” e a armadilha da visibilidade Aline Passos

Em nome da visibilidade e proteção de algumas de nós, quantas outras estarão submetidas a violências inomináveis? E quem chamamos de “nós”?

E se amputassem a poesia? Corpo e linguagem em um poema de Paulo Ferraz Diana Junkes

Os versos de “para não esquecer” reivindicam e rememoram o retorno à vida de tantos sobreviventes silenciados pelos fatos, pela dor, pelo imponderável

Estante: Rose Marie Muraro, Melanie Klein, Baudelaire Redação

Um ensaio da patrona do feminismo brasileiro, uma investigação sobre um clássico da psicanalista austríaca e uma reunião de poemas em prosa do francês

Contra a violência de Estado: fazer história juntas Laboratoria: espaço transnacional de investigação feminista

Detida pelo ICE, Myrna Lazcano foi deportada e separada das filhas, mas conseguiu voltar. No Harlem, luta para modificar as leis de imigração

Não esquecer, sempre lembrar Edimilson de Almeida Pereira

Em 'Irmão de alma', David Diop infiltra o olhar da literatura nas frestas de eventos parcialmente elucidados pela investigação histórica e sociológica

Em tempos em que sair ou ficar em casa é um desafio, a escrita pode ser um modo potente de reinventar a liberdade.

Renata Mattos Avril, 40

Rio de Janeiro, RJ

Que coisa etérea, fluida relativa é a liberdade! Estende-se a todos que queiram conquistá-la, mas não se deixa possuir por ninguém.

Francisco Dias Teixeira, 66

São Paulo, SP

Sou uma bixa preta gorda, umbandista e cotista de uma universidade pública. Para mim a liberdade às vezes parece distante, mas ao mesmo tempo é algo que cura. Ser quem sou não é fácil, mas é libertador.⁣⁣

Diego Mesquita, 30

Rio de Janeiro, RJ

O exílio em James Joyce e a ética lacaniana do sujeito falante Bianca Coutinho Dias

O que, na leitura de Joyce, ajudaria a pensar o trauma da incidência da língua e a questão de sermos falantes e exilados?

Desvendar a alma dos crentes Rodrigo Simon

Livros recuperam a trajetória artística do irrequieto Flávio de Carvalho, um dos grandes nomes do modernismo brasileiro

A órbita dos homens-planeta Alessandra Affortunati Martins

Com as lições 19 e 20 de 'O Seminário, livro 2', de Lacan, temos condições de desenhar com maior precisão a organização psíquica de sujeitos nazifascistas

Arcas de Babel: Prisca Augustoni traduz Mariella Mehr Curadoria Patrícia Lavelle

Poetas mostram seus trabalhos de tradução em curso; Augustoni nos traz poemas inéditos de uma das vozes mais importantes da literatura suíça contemporânea

Newsletter

Dezembro

TV Cult