They are expendable Wilson Gomes

De agora em diante, cada morto pranteado e cada parente infectado irá parar na conta do presidente e da sua seita política

‘A peste’ e o recomeço do olhar Raphael Luiz de Araújo

Como o clássico de Albert Camus sobre uma epidemia na cidade de Orã, na Argélia, nos ajuda a olhar para a Covid-19

Philip Roth e os tempos sombrios do século 21 Thiago Dias

Por que 'Complô contra a América', escrito pós-11 de setembro, é uma leitura particularmente interessante para o nosso tempo

Nós e a Covid-19 Marcia Tiburi

Diante do vírus, fica claro o caráter social e político do ser humano como um ser que se constitui em relação aos outros

Impeachment já contra o genocídio social Além da lei

Já não é mais tempo de cálculos políticos: o pedido de impeachment neste momento tem força civilizadora

Aprendendo a (não) morrer Guilherme Gontijo Flores

O drama maior da morte à nossa frente não é necessariamente sempre o de continuar, mas o de morrer. Aprender a morrer.

Não faz sentido, hoje em dia, tentar-se enquadrar e disciplinar a arte como se fosse algo a ser controlado por um tutor moralista.

Bruno Antonio Barros, 35

São Luís, MA

A liberdade de expressão começa pelo direito de ser quem você é, do jeito que você quiser ser, em todos os lugares

Felipe Roberto Martins, 35

Suzano, SP

Será que estamos na presença de uma censura mascarada pela necessidade e manutenção de nossa subsistência?

Jaqueline Gomes de Souza, 32

São José do Rio Preto, SP

Poema para a catástrofe do nosso tempo Alberto Pucheu

Não assustamos mais ninguém/com nossos berros. São eles, antes,/os inassustáveis, que nos assustam

A pandemia de agora, o inimigo de sempre Tarso de Melo

O capital não vai descansar enquanto não encontrar formas de manter sua vantagem mesmo num ambiente catastrófico

No espelho escuro da pandemia Gabriel Zacarias

O estado de exceção da pandemia parece ter realizado, ao menos em parte, o sonho do capitalismo

O impeachment e a luta do povo: diálogo com Vladimir Safatle Fábio Palácio

Para Safatle, seria “delírio” seguir na luta por “políticas de proteção social” sob Bolsonaro. Do ponto de vista tático, essa visão é equivocada

Newsletter

TV Cult