Preenchendo o vazio Luiz Antonio Simas

O samba é o mais poderoso e complexo manancial de exercício de mundo, prática de espaço e tempo e criação de modos de vida do povo do Brasil

Jovelina, meu amor! Mariane de oliveira Biteti

A sambista faz sua revolução no cotidiano, nas brechas e nas festas, porque sua violência como potência livre de existir faz com que suas canções sejam escrevivências da vida ordinária

Um embotamento histórico Fabio Cesar Alves

Tales Ab’Sáber propõe desvendar as raízes históricas da geopolítica psíquica do Brasil de hoje, às voltas com a destruição programática promovida pela selvageria bolsonarista

Um livro-espelho, ou um livro-divã Jurandir Malerba

A exegese do paciente Brasil no divã de Tales Ab’Sáber põe em revista conceitos que aqui perderam, ou ganharam, sentidos outros, como o de “modernidade”

especial | Invisíveis ao Estado Danilo Thomaz

Lançamentos de João Silvério Trevisan e Renan Quinalha trazem reflexões para a questão LGBTQIA+ a partir da crise do masculino e da luta contra a ditadura

Quem tem receio da arte queer? Rosa Maria Blanca

Narrando suas próprias experiências, artistas causam estranhamento ao fugir do sistema binário, desalinhando-se das expectativas políticas, familiares e sociais

A sambista faz sua revolução no cotidiano, nas brechas e nas festas, porque sua violência como potência livre de existir faz com que suas canções sejam escrevivências da vida ordinária

Mariane de Oliveira Biteti sobre Jovelina Pérola Negra,

Cult 281 (maio de 2022)

O samba é uma história, uma cultura. O samba já foi muito discriminado. Mas graças a Deus hoje nós conseguimos furar esse bloqueio. Entendeu?

Tia Surica, matriarca da Portela,

Cult 281 (maio de 2022)

Os zapatistas falam de uma coisa que nem todos falam: do anticapitalismo. É quando elevam a fala não só para uma questão territorial, mas global

Txai Suruí, liderança indígena,

Cult 278 (Fevereiro/22)

A homofobia como produto do machismo Renan Quinalha

O combate à LGBTfobia está ligado à desconstrução do machismo, que organiza as relações de gênero em nossa sociedade

A retórica homofóbica Carlos Piovezani

À revelia de Bolsonaro, suas declarações homofóbicas revelam obsessões do próprio sujeito que as produz

Brasil para gringos Carlos Castelo

Uma crônica enciclopédica, para forasteiros, sobre um país tropical, amaldiçoado por Messias, e bonito - se sobrar natureza.

‘Não há rendição possível’, diz escritor ucraniano Andrey Kurkov Luís Costa

Um dos mais influentes escritores ucranianos contemporâneos afirma que qualquer acordo de rendição com a Rússia significaria o fim da Ucrânia como país independente. Nesta entrevista à Cult, ele fala sobre guerra, propaganda, literatura e história russa e ucraniana.

Newsletter

TV Cult