Dossiê | Hilda Hilst, um unicórnio na literatura brasileira Redação CULT

Quanto mais lermos Hilda, mais encontraremos exemplos de seu pensamento libertário, na vanguarda de seu tempo

Carta a homens brancos de esquerda Bianca Santana

Suas análises, formulações, propostas não me interessam. Preciso ouvir a mim mesma e a tantas outras mulheres negras cansadas de gritar

Fetiche digital: sobre a função psicopolítica do ‘fascínio’ Marcia Tiburi

A elevação das próprias redes como lugares sagrados, nos quais todos devem estar, serve para sacralizar o trabalho no “campo” ciberespecial

As faces espelhadas de Eros Eliane Robert Moraes

O desejo de se arriscar em projetos textuais ainda mais ousados norteou a fase final da escrita da escritora e poeta jauense Hilda Hilst

Lacan e a sofística grega Cláudio Oliveira

Helenista e filósofa, Barbara Cassin aprofunda relação entre psicanálise e filosofia em ‘Jacques, o sofista’, recentemente publicado no Brasil

Sob o signo da imaginação cênica Welington Andrade

Composto de oito peças escritas entre 1967 e 1969, teatro de Hilda Hilst revela força, beleza e lirismo incomuns em nossos palcos

Hilda Hilst, umasómúltiplamatéria Leusa Araujo

O erotismo, a escatologia, o grotesco e o humor desconcertante e cruel sempre estiveram presentes na ficção, no teatro e nas crônicas da autora

Uma prosa do tempo Bruno Zeni

As perguntas recorrentes da obra de Hilda Hilst são as fundamentais: a vida, a solidão, o envelhecimento, o corpo, o desejo

José Luis Mora Fuentes, o jardineiro da casa Leandro Carlos Esteves

Passada a paixão inicial, a relação entre Hilda Hilst e Mora Fuentes transcendeu o corpo e fecundou a literatura de ambos

Editoras relançam obra de Hilda Hilst com interesse renovado em ano de Flip Amanda Massuela e Helô D'Angelo

Um dos livros mais emblemáticos de HH, ‘A obscena senhora D’ será o primeiro livro da autora a ganhar versão em graphic novel

Dezembro

TV Cult