Dossiê | Freud explica? A história da psicanálise no Brasil Pedro Ambra e Rafael Alves Lima

Poderíamos falar de um triunfo da psicanálise no Brasil? O que caracteriza e qualifica o nosso sucesso – e a que custo ele se deu

Uma psicanálise do outro Tania Rivera

Insubmisso ao tabu, irreverente ao totem, o “Manifesto antropófago” vibra vigorosamente na produção psicanalítica brasileira

Uma exceção no mundo Christian Ingo Lenz Dunker

A psicanálise no Brasil seria ao mesmo tempo signo de nosso atraso e passaporte para nossa presença no debate internacional

Moda “perigosa”: a psicanálise nos periódicos cariocas dos anos 1920 Rafael Dias de Castro

Como jornais e revistas da década de 1920 no RJ se referiam à teoria de Freud: ‘Arma perigosa que poderia agravar o sofrimento de que a pessoa padece’

Primórdios da psicanálise no Brasil Marina Massi

Foi na centralidade das áreas urbanas, como São Paulo e Rio de Janeiro, que a psicanálise floresceu, sob a égide de parte da medicina vigente e do movimento modernista

Três judeus entre jogos e traumas Humberto Moacir de Oliveira

Como Jacques Fux, através das teorias de Sigmund Freud sobre o brincar, redescobriu a vida e a obra do escritor francês Georges Perec

O feminino que não se lê Maricia Ciscato

O enigma feminino, antes pensado e localizado apenas em bruxarias e histerias, espalhou-se e disseminou-se pelos múltiplos corpos da cidade

Melancolia 
de Ozymandias Christian Dunker

O tema da morte e do luto é o mote para o começo 
do diálogo mensal, neste espaço, entre o filósofo Vladimir Safatle e o psicanalista Christian Dunker

Libido não tem gênero Gilson Iannini

Ao afirmar que a pura masculinidade e feminilidade são construções teóricas incertas, Freud já estava combatendo as tautologias conservadoras de hoje

Sexualidade: enigmática! Até mesmo traumática! Mas abusiva, não! Márcia Rosa

Ainda que necessários, movimentos como o #MeToo e o francês #BalanceTonPorc correm o risco de generalizar a ideia de que o homem é sempre um predador sexual

Setembro

TV Cult