Conhecer pode ser destruir Alessandra Parente

Explorar inesperados e inusitados cantos de afetos, reflexões e raciocínios é o convite que o conjunto da exposição de Cildo Meireles faz a todos nós

Benjamin, Bolsonaro e a munição para o antifascismo em três escritos

A leitura de Benjamin nos permite inventariar traços fascistas históricos e também nos oferece uma rota do antifascismo

O tempo na obra de Aníbal Quijano Rita Segato

A reidentificação de mulheres, camponeses, indígenas, mestiços e negros como parte de uma nova temporalidade

A tenacidade da inquietude de Aníbal Quijano Danilo Assis Clímaco

Passado um ano da morte do pensador peruano Aníbal Quijano, uma avaliação de sua obra e do conceito de colonialidade do poder, que o tornou conhecido

A colonialidade e Porto Rico Ángel G. Quintero-Rivera

Algumas chaves para adentrarmos na dimensão porto-riquenha das análises e utopias do sociólogo Aníbal Quijano, um dos mais importantes do nosso tempo

Dinâmicas de emergência Peter Pál Pelbart

Em ‘Dar corpo ao impossível’, o filósofo Vladimir Safatle resgata a dialética de Adorno em convergência com a filosofia da diferença de Deleuze

Um libelo contra o determinismo tecnológico Fábio Palácio

Finalmente publicado no Brasil, “Televisão”, de Raymond Williams, é contundente manifesto contra abordagens positivistas em ciências sociais

A filosofia, a sabedoria e o amor Ernani Chaves

A problematização das verdades estabelecidas, condição para o florescimento de todas as demais ciências, só podem existir num espaço democrático

Paul Ricoeur leitor de Hegel Abrahão Costa Andrade

O que em Hegel é pensamento especulativo, em Ricoeur é imaginação como potência do agir

A urgência da filosofia: sobre a necessidade de mudar o mundo Marcia Tiburi

A filosofia devolve as pessoas a elas mesmas. É certamente algo indesejável para os controladores do capital e da sociedade rebaixada a mercado

TV Cult