Dossiê | Como a filosofia pensa o cinema? Dalila Martins

Neste dossiê, veremos como importantes filósofos lidam com a contradição da natureza cinematográfica

O Esboço de Marselha Miguel Vedda

Os primeiros textos de Siegfried Kracauer para sua teoria sobre cinema revelam um pathos político ausente na versão final

Como Adorno encarou o cinema Mateus Araújo

Filósofo nos legou sobre o cinema dois textos importantes e uma série de observações agudas, espalhadas em outros escritos voltados para assuntos diversos

O cinema e o clichê em Gilles Deleuze Ricardo Nascimento Fabbrini

O cinema de vidência (e não de ação e reação) como o de Godard, seria, segundo Deleuze, um prolongamento do pensamento da diferença

Andrzej Żuławski: as imagens das sínteses impossíveis Vladimir Safatle

Em filmes como ‘Possessão’ (1981) e ‘A fidelidade’ (2000), cineasta compreendeu a estetização da histeria como chave possível para certa forma de realismo

Marilena Chaui: violência e autoritarismo por todos os lados Juvenal Savian e Laís Modelli

No Brasil, afirma filósofa, violência é fator estruturante de uma sociedade vertical e conservadora, que defende privilégios contra qualquer tipo de reforma

A pluralidade da condição humana Renan Quinalha

O jurista Celso Lafer relembra a convivência com Hannah Arendt, a grande intérprete do século 20

A filosofia, a sabedoria e o amor Ernani Chaves

A problematização das verdades estabelecidas, condição para o florescimento de todas as demais ciências, só podem existir num espaço democrático

Paul Ricoeur leitor de Hegel Abrahão Costa Andrade

O que em Hegel é pensamento especulativo, em Ricoeur é imaginação como potência do agir

A urgência da filosofia: sobre a necessidade de mudar o mundo Marcia Tiburi

A filosofia devolve as pessoas a elas mesmas. É certamente algo indesejável para os controladores do capital e da sociedade rebaixada a mercado

TV Cult