A poética que desafina

“Lá vai a morte afinando
o coro que desafina…
Se desse tempo eu falava
do salto de Ana Cristina”
Trecho do poema “Surdina”, de Cacaso

Setembro

TV Cult