“Nietzsche agiu como um álcool forte sobre Camus” Marcos Flamínio Peres

Michel Onfray defende que o autor de ‘O Estrangeiro’ foi muito superior a Foucault e Derrida na interpretação de Nietzsche

O pensador que queria ser indivíduo Juvenal Savian Filho

Fala-se de Kierkegaard como aquele que queria ser “indivíduo”, crítico mordaz de Hegel, do cristianismo e pai do existencialismo

Nas origens da filosofia contemporânea Gabriel Ferreira da Silva

Kierkegaard foi um filósofo rigoroso cuja contribuição no âmbito da filosofia dos séculos 19 e 20 ainda está para ser aferida

Um pensador subjetivo Álvaro L. M. Valls

A relação do pensamento de Kierkegaard com os escritos de Lessing e Jacobi no que toca à fé cristã

Socratismo agostiniano Humberto Araujo Quaglio de Souza

A rejeição da possibilidade de compreensão racional da realidade em seu todo distingue Kierkegaard de seus contemporâneos e o aproxima à Antiguidade

Religião, finitude e corpo Jonas Roos

Kierkegaard percebe que a existência humana está ligada à finitude, ao histórico, ao corpo, e que tornar-se indivíduo é um processo que abarca esse âmbito

Aforismos rortyanos II Alcir Pécora

Um fichamento pouco ortodoxo de Contingency, Irony, and Solidarity, do filósofo Richard Rorty

Dossiê | Agamben, um filósofo para o século 21 Claudio Oliveira

Para Agamben, toda política ou ética expressam uma compreensão lógico-ontológica, e toda ontologia ou lógica já são, em si mesmas, políticas

A vida nua e o sujeito de direito Oswaldo Giacoia Jr.

A constelação teórica formada por Foucault, Benjamin, Sorel e Marx enseja a Agamben problematizar a forma jurídica da política moderna

Agamben e o lugar da poesia Susana Scramim

A obra de Giorgio Agamben está entre aquelas cujo conteúdo essencial é justamente o que nelas não se encontra

TV Cult