Do patológico ao humano universal

Decio Gurfinkel A depressão é uma vivência subjetiva da maior importância na vida dos homens. A contribuição psicanalítica nesse campo é bastante variada; nesta aproximação introdutória, será enfatizada a passagem que se deu, ao longo dos estudos psicanalíticos, do patológico ao universal. Ou seja, partindo do estudo das diversas formas de adoecimento depressivo, chegou-se à … Continue lendo “Do patológico ao humano universal”

Custos e história de uma doença

Táki Cordás Dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) baseados em trabalhos realizados na Europa, nas Américas, na África, no sudoeste da Ásia e na Oceania apontam a depressão como responsável por 12% de todo o período de inatividade no trabalho registrado no mundo. A mesma OMS estimou, no mês passado, que em 2030 a … Continue lendo “Custos e história de uma doença”

Principais diferenças entre tristeza normal e depressão, segundo a psiquiatria

Características Tristeza normal Depressão Situação desencadeante Sempre presente Ausente. Se eventualmente presente, o indivíduo tende a exagerar seu significado e importância de forma catastrófica para sua vida e a de seus familiares Avaliação da situação Reconhecida como uma reação normal pelo indivíduo e por familiares e amigos O indivíduo (às vezes) e os familiares e … Continue lendo “Principais diferenças entre tristeza normal e depressão, segundo a psiquiatria”

Leituras drummondianas Heitor Ferraz Mello

Para os que quiserem compreender melhor a obra de Drummond, o caminho é percorrer a sua fortuna crítica, que não é pequena

No útero, no imaginário, no cotidiano Bianca Santana

Aborto, gravidez, contracepção e menstruação como expressões do corpo e da cultura

O sucesso da Flip

O Brasil que não lê está distante das ruas de Parati naqueles dias em que por elas caminharam os escritores Don DeLillo, Julian Barnes e Ha­nif Kureishi. Neste outro país mon­tado na geometria irregular da vila histórica, para durar apenas alguns dias , Eric Hobsbawm, Ruy Castro e Millôr Fernandes também distribuíram autógrafos e sorrisos. … Continue lendo “O sucesso da Flip”

Entre o êxtase e a maldição

Trajetória do autor de As Flores do mal combina miséria, ópio e modernidade das ruas de Paris Entre todos aqueles que compõem o que a cultura francesa define como República das Letras, o poeta Charles-Pierre Bau­delaire é o grande sonhador da moder­nidade, o maldito, o fantasma das ruas de Paris guiado por ópio e ha­xixe, … Continue lendo “Entre o êxtase e a maldição”

Acordes contra a barbárie

Pianista e aluno do compositor austríaco Alban Berg, o filósofo alemão dedicou grande parte de suas reflexões à música de compositores de vanguarda e ao jazz, gênero que considerava um típico fenômeno de “regressão da capacidade auditiva” associado à indústria cultural. Carlos Eduardo Ortolan Miranda “Tornou-se manifesto que tudo o que diz respeito à arte … Continue lendo “Acordes contra a barbárie”

Niccolò Macchiavelli: a necessidade do poder

Niccolò Macchiavelli elaborou uma obra de amplo espectro filosófico e largo emprego político Nascido há 534 anos, em 3 de maio de 1469, em Florença, Niccolò Macchiavelli (em português Nicolau Maquiavel) elaborou uma obra de amplo espectro filosófico e largo emprego político, fundamentalmente conhecida por meio de O Príncipe. Maquiavel, no entanto, desenvolvia intensa produção … Continue lendo “Niccolò Macchiavelli: a necessidade do poder”

O condado de Faulkner

1897 – Nasce William Cuthbert Falkner, na Nova Albânia, Mississippi. 1902 ­– A família Falkner muda para Oxford, Mississippi. 1918 – Aparece pela primeira vez a grafia Faulkner, provavelmente graças a um erro de registro na fábrica de armas Win­chester, onde o escritor trabalhou. 1920 ­– Faulkner passa a escrever resenhas, poemas e textos em … Continue lendo “O condado de Faulkner”

TV Cult