Arte e psicanálise Gilson Iannini

Os juízos da psicanálise sobre a arte e os artistas

A criação artística como metamorfose Ernani Chaves

A relação entre arte e psicanálise: algumas balizas freudianas






O avesso do imaginário Tania Rivera

Helio Oiticica e o convite à polifonia






A Desconstrução Rafael Haddock­‑Lobo

Mais do que uma teoria do conhecimento ou uma filosofia da linguagem, a desconstrução sempre teve como sua preocupação central uma postura ética e política Em 1989, em uma palestra de abertura de um grande Colóquio na Cardozo Law School, famosa faculdade de Direito nos EUA, o filósofo franco­‑argelino Jacques Derrida parecia apresentar a fala … Continue lendo “A Desconstrução”

Derrida e a língua do outro Olgária Matos

A filosofia é a ciência primeira No ensaio “Violência e Metafísica”, dedicado a um debate com o filósofo Emmanuel Lévinas, Derrida revisita Ulisses, de Joyce, reavendo a questão: “Nós somos gregos? Nós somos judeus? Mas quem, nós? Somos primeiro judeus ou primeiro gregos?”. Se para um “judeu grego” como Walter Benjamin, o messianismo e, portanto, … Continue lendo “Derrida e a língua do outro”

A atualidade da négritude Gustavo de Andrade Durão

Conceito e Movimento formam as bases críticas para as novas gerações de filósofos africanos O encontro dos intelectuais negros fora de seus espaços geográficos gerou uma importante reunião de pensadores engajados na “questão negra”. Léopold Senghor, do Senegal, era o mais antigo do grupo, Aimé Césaire, da Martinica, o criador da palavra négritude, e Léon … Continue lendo “A atualidade da négritude”

Por uma crítica das razões mestiças Rafael Haddock-Lobo

À filosofia compete incorporar novas experiências de pensamento A recente publicação em 2013 do livro Crítica da razão negra, de Achille Mbembe, possui, entre tantos outros méritos, uma significativa importância para o pensamento ético-político contemporâneo por denunciar a vinculação estreita entre a racionalidade neutra e universal e um modo específico de se fazer filosofia, o … Continue lendo “Por uma crítica das razões mestiças”

Fora da torre de marfim – três textos de intervenção de Theodor W. Adorno Felipe Catalani

Esses três pequenos textos vão contra a imagem construída de Adorno como o filósofo da torre de marfim indiferente a toda conjuntura política e social. Sua crítica ao ativismo irrefletido e ao imperativo da práxis não significava uma ignorância em relação à necessidade de resistência política, tampouco em relação à gravidade dos fatos. Ainda hoje, … Continue lendo “Fora da torre de marfim – três textos de intervenção de Theodor W. Adorno”

TV Cult