Dossiê | O que pode a clínica junguiana? Amnéris Maroni e Maurício Santos

A potência da clínica junguiana – complexa, contemporânea, aberta na sua potência de encontros e mutações – nos dias de hoje

A experiência da individuação no campo junguiano Amnéris Maroni e Maurício Santos

Jung nos convoca a pensar o processo clínico como parte de um dinamismo permanente e a energia psíquica como um feixe de energias polarizadas

Diga-me do que sofres e te direi quem és Luciana Ximenez e Marcus Quintaes

É nos sintomas que se esconde a verdade do inconsciente de cada um, pois as normas, calcadas num padrão de ideal, são sempre tirânicas

O futuro da análise junguiana Andrew Samuels

Método do mundo empresarial permite avaliar forças, fraquezas, oportunidades e ameaças no legado do pensador

Complexos culturais Carmen Livia Parise e Rubens Bragarnich

A clínica necessita ir ao encontro dos muitos lugares e das vozes que nos constituem e nos visitam

A obra de Jung e seus desdobramentos, em oito livros Redação

Obras analisam o pensamento junguiano, refletem sobre mudanças teóricas e abordam as relações entre o psiquismo e acontecimentos importantes da civilização

Godard 90 anos Dalila Camargo Martins

Especialistas analisam as conexões de Godard com a literatura, a pintura, o ensaio e a indústria cultural às vésperas dos 90 anos do cineasta francês

Um ponto de inflexão na poética do ensaio Ismail Xavier

Nos anos 1960, em ‘Duas ou três coisas que eu sei dela’, o jovem Godard começa a adensar a  reflexão ensaística em sua obra

A política pictórica de Godard Dalila Camargo Martins

A relação do cineasta com a pintura passa da citação, nos anos 1960, a efeito do próprio filme, duas décadas depois

1968, o ano erótico Wagner Morales

Godard rompe com a tradição da esquerda revolucionária e introduz desejo, pornografia, corpo e escatologia em seu cinema político

Dezembro

TV Cult