Em defesa de um julgamento justo e imparcial para Lula Renan Quinalha

Ninguém precisa votar em Lula para defender seus direitos fundamentais. Trata-se de uma defesa da democracia e do que nos resta do Estado de Direito

Os privilégios dos heterossexuais Renan Quinalha

Direitos – ainda – não são como dinheiro. Ou seja, não é preciso tirar direitos de alguns para garantir dreitos de outros, como se fosse uma soma zero.

Corpo elétrico, manifesto contra a repressão moral Renan Quinalha

Filme de Marcelo Caetano enfrenta o coro da moral e dos bons costumes que hoje se converte em censura às artes e em governo de nossos desejos

A homofobia dos magistrados Christian Dunker e Renan Quinalha

No país que mata uma pessoa LGBT a cada 25 horas, a ‘liberdade científica’ não pode ser confundida com a estigmatização de grupos já vulnerabilizados

Assumir-se ou não, eis ainda a questão Renan Quinalha

Por que homossexuais devem “assumir-se” homossexuais enquanto que nenhum heterossexual precisa assumir sua heterossexualidade?

Terceirização desenfreada Renan Quinalha

A discussão sobre a regulamentação da terceirização não escapa à compreensão mais ampla da metamorfose da questão social no Brasil

Uma Suprema Corte acovardada Renan Quinalha

Diferentemente do STF de 1964, que foi vítima de violências institucionais e sofreu forte intervenção do Executivo para se render, a atual composição da Suprema Corte subjugou-se voluntariamente para se tornar sócia menor do golpe em curso

A partida de Fidel e a homofobia em Cuba Renan Quinalha

Jornada cubana contra a homofobia, ocorrida em 2013 (Foto: AFP/Getty) Minha primeira viagem internacional, em 2005, foi pra Cuba. Antes mesmo dessa moda de a direita mandar “esquerdistas” pra lá. Fidel ainda era o presidente. Escolhi estar lá em um 26 de julho, acordei bem cedo para presenciar ao vivo um daqueles discursos intermináveis de … Continue lendo “A partida de Fidel e a homofobia em Cuba”

Chega de subestimar as direitas Renan Quinalha

Manifestação na av. Paulista, em São Paulo, no dia 13 de março de 2016 (Foto: Dario Oliveira/Estadão Conteúdo) Nosso desprezo bem-humorado não foi capaz de tornar esses setores menos expressivos e, na verdade, os tem feito cada vez maiores Definitivamente, é preciso deixar de subestimar as direitas. Nos últimos tempos, um dos maiores erros do campo das … Continue lendo “Chega de subestimar as direitas”

“Macho, discreto e fora do meio”: o preconceito dentro do armário Renan Quinalha

Em um mundo inundado de smartphones e marcado pelo amplo acesso a novas tecnologias, notam-se mudanças profundas nos modos de vivência da sexualidade e dos afetos.

TV Cult