O maniqueísmo animista de Bolsonaro e a bronca em Pazuello Tiago Medeiros

Presidente toma decisões como se orientado por dois sistemas de crença: divide a realidade em bem e mal, e usa objetos como sínteses de salvação ou purgação

Quinina e cloroquina: histórias e trajetórias Ana Nemi

Para chegar na Cloroquina, composto químico utilizado hoje no tratamento de doenças, houve uma série de experimentos, iniciados com Mikhail Bulgakov.

Yara Frateschi: repensar as utopias Márcio Ferrari

Para a filósofa Yara Frateschi, a crise do coronavírus evidenciou as contradições do tempo presente, que podem nos levar a rever desejos e prioridades coletivas

100 mil: a culpa não é do morcego Além da lei

O capitalismo será sempre incompatível com a ideia de que todos possam ser igualmente protegidos por direitos. É ele que está nos matando

A solidão de quem morre e de quem fica Tomaz Amorim

O impacto nefasto do apagamento de milhares de mortes durante a pandemia de coronavírus

A cloroquina e a fé do rebanho Wilson Gomes

O bolsonarista radical tem tanta fé no seu líder que é capaz de acreditar no presidente mesmo que o conteúdo da crença seja absurdo – e até por isso mesmo

Comunicação nos tempos da pandemia Tarcisio Eloy Pessoa de Barros Filho

Precisamos urgentemente de um pacto entre todos os setores da nossa sociedade para que tentemos falar a mesma língua

A tragédia do passado que insiste em nos definir e atormentar Rafael R. Ioris

Que os que acreditam na construção de algo novo e melhor para o mundo pós-pandemia tenham forças para evitar que o peso atávico do passado continue a nos atormentar

Bolsonaro no rol dos genocidas Mariana Boujikian Felippe e Tamires Gomes Sampaio

Se o que marca o crime de genocídio é a intencionalidade, esta tem sido amplamente declarada pelo presidente desde a campanha de 2018

Um Nuremberg para Bolsonaro Além da lei

Teria Bolsonaro cometido crime contra a humanidade na pandemia, devendo ser responsabilizado por milhares de mortes? A resposta é inapelavelmente sim

Dezembro

TV Cult