Médico não é cientista! A batalha da cloroquina chega à CPI Wilson Gomes

A coisa mais assombrosa desses dias de CPI foi ver se formar um consenso entre os senadores de que é preciso ouvir os “cientistas de um lado e do outro”

Diagnosticando o “médico bolsonarista” Wilson Gomes

A quem recorreremos se o médico que nos atender pode estar mais interessado em defender sua facção política e suas crenças tribais do que em nos tratar? 

A morte é festa no Brasil de Bolsonaro Tales Ab’Sáber

Bolsonaro, como grande fascista que é, necessita da morte e do extermínio do outro como contraponto e como ponto de fuga de sua política

A pandemia como um problema de comunicação política Wilson Gomes

Interpretações, explicações e narrativas são todos da ordem da comunicação, e são tudo menos secundários

Genocídio e a enunciação da pandemia nas colunas sociais de política Aline Passos

Com a pandemia, o genocídio tornou-se nomeável para boa parte da imprensa porque chegou ao asfalto e entrou no condomínio fechado

Exílio, vírus, verme Berenice Bento

Entre nós, o vírus tomou forma de gente. Ele tem dois olhos, uma boca, um nariz, gosta de rir alto e cospe sua saliva imunda

Em Duque de Caxias, professores adoecem e prefeito rasga protocolos Simone Brantes

Aulas presenciais seguem no município apesar de alta de casos; leia relato de Simone Brantes, professora da rede municipal de Duque de Caxias há 20 anos

Decifrar o risco e recuperar a ética: a visão de Bolsonaro sobre a pandemia Duanne Ribeiro

Quando descreve a calamidade como uma “pequena crise” inflada pela “fantasia”, “neurose” e por “essa comoção toda”, Bolsonaro disputa os valores do risco

Tudo demorando em ser tão ruim Wilson Gomes

Após um ano de pandemia, o único que não degenera é o governo federal, que sabota, trabalha contra, boicota, prejudica e destrói

Percepção de risco e exposição ao vírus na pandemia Wilson Gomes

Sozinhas, as figuras patéticas de Bolsonaro e Pazuello não explicam as aglomerações e o baixo nível de isolamento social no Brasil

TV Cult