Katia Maciel: “slide_____s” e um corpo de água capaz de dançar Manoel Ricardo de Lima

No último dia 20 de outubro, a professora, artista visual e poeta Katia Maciel dança uma linda canção da banda inglesa The Smiths, Ask, diante do trabalho “Evil 27: Selma”, de 2011, do artista norte-americano Tony Cokes

Poesia experimental portuguesa Juliana Di Fiori Pondian

Entre setembro e novembro o Centro Cultural São Paulo recebe uma exposição inteiramente dedicada à PoEx, a poesia experimental portuguesa

Arcas de Babel: poesia nórdica traduzida por Francesca Cricelli, Leonardo Silva e Luciano Dutra Curadoria Patrícia Lavelle

Francesca Cricelli, Luciano Dutra e Leonardo Pinto Silva traduzem os poetas escandinavos Einar Már Guðmundsson, Kristín Ómardsóttir, Jóanes Nielsen, Lív Maria Róadóttir Jæger, Sondre H. Bjørgum e Tone Hødnebø

Ben Kimani

Em seu poema, Kimani homenageia e denuncia todos os filhos e filhas mortos pela mão do Estado ou a mando do mito

Da ponte pra cá | Ricardo Escudeiro Fred Di Giacomo

Poeta Ricardo Escudeiro relembra mestre cego e elenca poetas “insubmissos” de sua quebrada

Arcas de Babel: Eduardo Veras traduz Philippe Jaccottet Curadoria Patrícia Lavelle

O poeta, professor e tradutor Eduardo Veras traduz poemas do francês Philippe Jaccottet

Ana, Marcela, Renata: no hay nada estable ou pequenos precipícios da carne Manoel Ricardo de Lima

Os livros recentes de Ana Assis, Marcela Azevedo e de Renata Flávia imprimem pequenos deslocamentos e sustentações moventes à ideia de que “não há nada estável” sugerida por Bolaño

Arcas de Babel: Andrea Zanzotto e Patricia Peterle Curadoria Patrícia Lavelle

A poeta, professora e tradutora Patricia Peterle traduz poemas inéditos do poeta italiano Andrea Zanzotto

A luta mais vã e viva Tarso de Melo

Leia alguns dos poemas escritos por participantes da oficina de poesia ministrada pelo poeta Tarso de Melo no Espaço Cult

Uma po/ética da escuta: ‘vidas rasteiras’, de Alberto Pucheu, e outros lançamentos Maurício Chamarelli

À escuta das migalhas que encontra pelo caminho, a poesia aqui se escreve como coleta, isto é: na medida em que esbarra nos outros em cujos encontros ela se faz

TV Cult