As confissões da carne, a libidinização do sexo e a mamadeira Marcia Tiburi

Escrito póstumo de Foucault, ‘As confissões da carne’ é de uma riqueza sem tamanho, e traz elementos que interessam a diversas áreas do conhecimento

Impressões de 2013: vantagens e desvantagens das polarizações Marcia Tiburi

A divisão política não é algo somente a ser lamentada: a polarização pode ser mais mobilizadora do que a tranquilidade do “tanto faz”

Marcia Tiburi: ‘Acreditar em neutralidade política não é um bom caminho’ Daysi Bregantini

Ela fala sobre candidatura ao governo do Rio: ‘É um dever levar a sério a frase de Marx: os filósofos até agora se ocuparam em interpretar o mundo, cabe transformá-lo’

Um silêncio chamado política Marcia Tiburi

Marcia Tiburi escreve um último texto em sua coluna no site da CULT antes de iniciar campanha como candidata ao governo do Rio

A Lava Jato e o fascismo Marcia Tiburi

Se antes a “voz do povo” era identificada com a opinião do Führer, hoje, “a voz do povo” é a opinião dos próprios juízes

A economia sequestrada: o papel da retórica econômica em nossas vidas Marcia Tiburi

Separar a economia da política cria a falsa ideia de que a política é inútil e a economia, superior – mas toda economia tem algo de política

O Coelho Branco e o delírio cronologista Marcia Tiburi

Da jornada de trabalho ao tempo do lazer transformado em mera mercadoria, o tempo foi convertido em capital

Ler ou não ler, eis a questão: uma crônica sobre livros e leitura Marcia Tiburi

Leitura e política exigem esforço e, se não definem um novo prazer, ao menos ajudam na expansão de nossas visões de mundo

Os ventríloquos e a “buceta rosa”: sobre as astúcias e as lacunas cognitivas do machismo Marcia Tiburi

A mulher que repete o discurso machista é como a russa levada a dizer “buceta rosa”: vítima e algoz de si mesma ao ter caído na armadilha machista

Segurança para quem? Reflexões sobre o Estado de extermínio Marcia Tiburi

A morte de Marcos Vinicius, executado a caminho da escola, é uma metonímia da sociedade atual: quando o Estado deveria proteger, ele dá a morte

Dezembro

TV Cult