Um rolê com a beata Perpétua Helena Vieira

A reafirmação da estabilidade via socialização representa apenas a defesa do aparato de gênero que sustenta as violências pretendidamente combatidas, de modo que o discurso radfem em torno da questão da socialização redunda em essencialismo

Uma agenda antitrans? O conservadorismo bate à porta Helena Vieira

São sutis as formas de intrusão do discurso conservador e masculinista em nossos espaços. O que se faz é a rejeição de formas de ação política que não estejam baseadas na gramática branca e masculina do bélico e do viril

Uma psicanálise antigênero? João Gabriel Maracci e Emilia Braz

Não seria a hora de a psicanálise assumir de vez seu papel nas disputas pulsantes deste início de século, entre as quais as questões de gênero e sexualidade tomam eminente centralidade?

10 livros que valorizam o orgulho LGBTQIA+

No Dia Internacional do Orgulho LGBTQIA+, Cult lista alguns livros sensíveis e históricos que valorizam as pessoas como elas são, de fato.

Lesbofobia de Estado e política de extermínio Bruna Andrade Irineu

Invisibilidade, apagamento, desproteção social e violência letal na manutenção da heterossexualidade compulsória

A subversão pelos dejetos Vinícius Moreira Lima

O movimento queer interrogou o ideal de normalização que permitira a incorporação de parte da comunidade gay aos padrões estadunidenses

Erika Hilton, a vereadora insurgente Helena Vieira e Paulo Henrique Pompermaier

A campeã de votos nas eleições municipais de 2020 e primeira mulher negra e trans na Câmara paulistana leva à frente a luta contra toda discriminação

Múltiplas e diferentes identidades LGBT Regina Facchini

Enquanto os anos 1990 e 2000 assistem a um processo de cidadanização dos sujeitos LGBT, a década de 2010 apresenta um cenário melancólico

A homofobia como produto do machismo Renan Quinalha

O combate à LGBTfobia está ligado à desconstrução do machismo, que organiza as relações de gênero em nossa sociedade

A performatividade de gênero e do político Carla Rodrigues

Há inúmeras identidades possíveis para classificar Judith Butler e todas performatizam o eixo principal de seu pensamento: não é possível reduzir o sujeito a uma identidade sem limitá-lo

Fevereiro

TV Cult