Nuestra America Welington Andrade

Absolutamente contemporâneo aos dias que correm, ‘Solidão’, do grupo Folias, constitui um estranho e belo exercício de trágico otimismo ante a fatalidade

Comédia de horror e de costumes Welington Andrade

Em Kiev, adaptado da peça do uruguaio Sergio Blanco, Roberto Alvim investiga a atuação dos membros de uma família como um modelo em miniatura do Estado

A coroa de um rei é um halo vazio Welington Andrade

O recente episódio envolvendo o ator Claudio Botelho merece ser comentado, debatido e analisado

Dostoiévski entre o teatro e a literatura Welington Andrade

Leia textos de Flávio Ricardo Vassoler e Welington Andrade sobre o conto “O sonho de um homem ridículo” e sua adaptação teatral

O tempo que brinca e ri Welington Andrade

Aos dezessete anos de existência, o grupo Barracão Teatro, de Campinas, apresenta em São Paulo um exercício de puro divertimento

Personagens fantasmáticas, pessoas fictícias Welington Andrade

Adaptação de “O balcão”, de Jean Genet, por Roberto Alvim, dialoga ativamente com os tempos de hoje, que assistem, entre frígidos e indiferentes, ao fim do indivíduo

Filoctetes em tempos de Odisseu

A mais recente encenação da Companhia Razões Inversas constitui uma potente forma teatral em que se cruzam narratividade, discurso e política

Entre a Cila do sublime e a Caríbdis do ridículo Welington Andrade

Em “Sala dos professores”, novo espetáculo da Cia. Elevador de Teatro Panorâmico, três camadas de significação parecem se entrelaçar

Na escureza da floresta Welington Andrade

“Dezuó, breviário das águas”, do Núcleo Macabéa, narra a trajetória de menino que, expulso de sua vila pela construção da usina de Tapajós, cresce e se transforma em andarilho

Setembro

TV Cult