Uma carta a Angela Davis

Uma carta a Angela Davis
(Arte Revista Cult)
  São Paulo, 11 de novembro de 2019 Cara Angela, Hoje recebemos a triste notícia de que o Acordo de Salvaguardas Tecnológicas entre Brasil e Estados Unidos foi aprovado no Senado brasileiro. Ironicamente, horas depois da reunião que tivemos com a Coalizão Negra por Direitos, em 22 de outubro, ele havia sido aprovado na Câmara Federal. E com a pressa desse governo em entregar nossa soberania e nossos territórios quilombolas aos norte-americanos, é possível que, enquanto escrevo esta carta, o inominável presidente da República já o tenha sancionado. Este é o momento para ativar a sociedade civil, o movimento negro e parlamentares norte-americanos, para tentar barrar a atrocidade por aí, como você se prontificou a fazer. Lembro de ter ficado emocionada por você compreender que a defesa das comunidades quilombolas de Alcântara é também responsabilidade de vocês, já que o acordo é binacional. Se puder, procure o congressista negro Hank Johnson. Ele recebeu Douglas Belchior em Washington há pouco mais de um mês e fez um discurso importante contra o acordo no Congresso americano. Talvez, com instituições sólidas, vocês tenham mais êxito que nós, mesmo com um presidente tão inominável quanto o nosso. Lula saiu da cadeia, sei que você também comemorou. Uma alegria em meio a dias tão difíceis na América Latina. Espero que o cárcere tenha provocado nele a mesma percepção que em você: de que todo preso é um preso político, de que essa é uma pauta racial, e de que a luta pelo abolicionismo penal é uma urgência. Não me al

Assine a Revista Cult e
tenha acesso a conteúdos exclusivos
Assinar »

Fevereiro

TV Cult