Esse tal de cacaso

Armando Freitas Filho relembra Cacaso. Texto e desenho inéditos do poeta mineiro   Nunca fui amigo de Cacaso. Conhecia-o de debates sobre poesia, convidados que éramos por Heloisa Buarque de Hollanda (nossa Helô do coração) para bater boca com os alunos na antiga Faculdade de Letras, da Avenida Chile, no Rio, e, invariavelmente, as posições … Continue lendo “Esse tal de cacaso”

Por uma ontologia da canção: poema e letra

O espaço cultural da canção visto em três planos: teórico, cultural e contemporâneo   A relação entre poema e letra de música se triparte – pelo menos – em planos que podemos denominar assim: o teórico, o cultural e o contemporâneo. É claro que esses níveis se interpenetram, mas, para efeito de análise, podemos distingui-los, … Continue lendo “Por uma ontologia da canção: poema e letra”

Cinco pontas de uma estrela

Com uma linguagem inconfundível, cinco poetas se consomem entre o sujeito e a palavra concreta.   Percebeu o poeta John Ashbery que “Amanhã é fácil, mas hoje é inexplorado,/ Desolado, relutante como toda paisagem/ Em ceder as leis de perspectiva”. Precisamos de alguma distância para desembrulharmos as linhas de uma época e emergirmos de seu … Continue lendo “Cinco pontas de uma estrela”

Wall Street reocupada

Livro pioneiro rastreia, em fotos e análises, a gênese do movimento Ocupar, em Nova York, em 2011

Oscar Wilde e os direitos homossexuais

A condenação do escritor pela opção sexual está na raiz da luta antipreconceito   Quando Oscar Wilde irrompeu na cena intelectual e mundana da Londres dos anos 1880, o amor entre pessoas do mesmo sexo gerava uma vaga consciência social. Sua existência era mais conhecida por termos eufemísticos como “sodomia”, “pecado nefando”, “uranismo” ou “pederastia”. … Continue lendo “Oscar Wilde e os direitos homossexuais”

TV Cult