Romantismo – uma questão alemã

Romantismo – uma questão alemã
Rüdiger Safranski já publicou diversos estudos acerca do romantismo, mas este é seu trabalho mais caudaloso sobre o tema. Segundo defende o filósofo, foi na Alemanha que o romantismo atingiu seu ápice, especialmente a partir da constelação de nomes que pensaram o movimento – Schlegel, Hegel, Novalis, Schiller, Schelling, entre outros. Para além do século 19, Safranski analisa os desdobramentos do romantismo em gerações posteriores: “Uma postura de pensar que pode ser chamada de ‘romântica’ ultrapassa a época do romantismo. Uma sobrevivência que perdura até o século 20. Romântica é, por exemplo, a exigência levantada na Revolução em 1968: ‘Imaginação no Poder!’”.

Romantismo – uma questão alemã
 Rüdiger Safranski
Trad.: Rita Rios
Estação Liberdade
384 págs. – R$ 56

Deixe o seu comentário

TV Cult