Obrigado e até breve

Obrigado e até breve
A coluna 'Além da Lei' teve como norte defender a democracia (Foto: Tingey Injury Law Firm/Unsplash)

 

Este é um texto e agradecimento e despedida. Ao longo de muitas segundas, todas semanas, escrevemos aqui sobre política, direito, filosofia e trocamos impressões sobre a realidade brasileira, com uma profunda preocupação quanto ao seu futuro. Foram anos de muito trabalho e satisfação com os leitores e leitoras da Revista Cult.

Foi uma honra ter mantido a coluna Além da Lei por esse tempo em revista tão conceituada e imprescindível para um país que tanto maltrata sua cultura e sua história.

Coube-nos nesse tempo fazer a crônica, de acordo com nossa visão de mundo, de uma profunda deterioração das instituições políticas, da vida jurídica do país, que se afastou do espírito democrático que presidiu a Constituição de 1988, que trazia promessas que ou nunca foram cumpridas ou, quando foram, restaram liquidadas.

Coube-nos a crônica de um tempo em que forças políticas e sociais retrógradas nos mergulharam em um período de trevas, trazendo do passado formas políticas e de mando que não se envergonham de sua filiação fascista.

Os reflexos do imaginário neoliberal, a reincidência em crimes contra a humanidade, o desprezo ao ser humano às portas da bárbarie. O fascismo redivivo. O populismo penal, um discurso autoritário que corrompe a Constituição, o empobrecimento cultural. O louvor à morte. Desfilamos a miséria de nossos dias com indignação e esperança, narrando a crônica de um Brasil despedaçado que para reencontrar seu caminho e rejuntar seus membros, precisa compreender os perigos que se aproximam e as alternativas que se desvelam.

Se por um lado lamentamos a sorte de termos sido testemunhas de um tempo tão deplorável, de outro nos sentimos honrados e gratificados pela resistência que nossos textos representaram.

Em meio ao crescimento do autoritarismo e a demonização dos valores democráticos, enquanto a arte, a cultura e o pensamento crítico sofriam ataques, encontramos na Cult um espaço de liberdade, de resistência e desejo de democracia.

Deixaremos de escrever por um tempo e avaliaremos novas formas de interação com nosso público no ano de 2021. Por ora, fica aqui nosso profundo agradecimento a você, caro leitor e leitora e à direção da Revista.

Muito obrigado.

Rubens Casara, Marcelo Semer, Patrick Mariano, Giane Ambrosio Alvares, Marcia Semer, Marcio Sotelo Felippe


> Assine a Cult. A revista de cultura mais longeva do Brasil precisa de você.

Deixe o seu comentário

Dezembro

TV Cult