Estante Cult: as melhores leituras de 2019, segundo nossos convidados

Edição do mês
Estante Cult: as melhores leituras de 2019, segundo nossos convidados
A drag queen e professora Rita von Hunty, a teóloga Ivone Gebara e a escritora Jarid Arraes (Fotos: Divulgação)
  Laerte, quadrinista Outras mentes: o polvo e a origem da consciência, Peter Godfrey-Smith, Todavia    Nunca pensei ficar tão impressionada com uma investigação feita por um filósofo mergulhador sobre o tipo de inteligência dos polvos. Também nunca esperei me envolver tanto num trabalho sobre a origem da consciência.   Ivone Gebara, filósofa e teóloga Carta à rainha louca, Maria Valéria Rezende, Alfaguara   Gostei do livro pelo estilo de carta à rainha de Portugal. A autora das cartas, uma prisioneira cheia de sabedoria e ironia, relata as injustiças da Colônia, sobretudo contra as mulheres sozinhas. É uma crítica social e política fina àqueles tempos que são ainda os de hoje, embora com nuances e situações diferentes.   Marcelo D’Salete, quadrinista, ilustrador  e professor Luzes de Niterói, Marcello Quintanilha, Veneta   Marcello Quintanilha tem uma maneira muito peculiar e sutil de captar a realidade brasileira desde meados do século 20. Traz uma trama detalhada, atenta a cada gesto e entonação das personagens. Revela os meandros de uma Niterói de pescadores e boleiros, entre fracassos e sonhos.   Julián Fuks, escritor Tornar-se palestina, Lina Meruane, Relicário Edições   Um desses livros que entenderam o essencial: que nada acaba quando acaba a história. Depois de relatar sua busca pessoal pela terra de seus antepassados, numa rica viagem a um passado próprio e alheio, Lina aborda com coragem e clareza a luta do povo palestino. Cria um livro potente e vivo, em franco

Assine a Revista Cult e
tenha acesso a conteúdos exclusivos
Assinar »

Dezembro

TV Cult