Bom Retiro à deriva

Bom Retiro à deriva
Foto: Flavio Portella/Divulgação

Judeus, coreanos e bolivianos. Consumismo e a noia do crack. Tudo se mistura na nova peça do grupo Teatro da Vertigem, Bom Retiro 958m, sobre o bairro localizado na região central de São Paulo conhecido por acolher diversas ondas de imigrantes.

Saindo de um shopping de roupas de atacado junto à linha do trem e chegando a um teatro abandonado desde a década de 1950, o espetáculo percorre 958 metros pelas ruas da região – onde, ao longo de quase dois anos de pesquisa, os integrantes caminharam como processo de experimentação, seguindo o conceito situacionista de deriva.

Foi nessa vivência que se surpreenderam com um Bom Retiro noturno: “A gente tinha uma ideia de que o bairro à noite fosse morto, e não é. Claro que não tem o mesmo caos do dia, porém há uma vida depois que as lojas fecham. O espetáculo tenta trazer o Bom Retiro lunar”, explica o diretor Antonio Araújo.

Além do processo de criação coletivo, a companhia é conhecida por atuar fora do palco tradicional, em locais como presídios, hospitais e igrejas. “Desta vez, o espaço da encenação coincidiu com o do ensaio e com o tema-motor. Essa diferença interferiu muito, a montagem traz vestígios do processo de criação. As ruas serviram como espaço de experimentação”, afirma o diretor.

Quem assina o texto é o escritor Joca Terron, estreante na dramaturgia. “O Joca faz parte de um movimento literário que envolve Brasil, Argentina, Uruguai e Paraguai, que é o do portunhol selvagem, e achamos que essa vinculação poderia ser incorporada na montagem”, explica Araújo. (Marcela Souza)

Onde: Bairro do Bom Retiro, São Paulo (SP)
Quando: 15/6 a 30/9
Quanto: até R$ 30
Info.:(11) 3255-2713, www.teatrodavertigem.com.br

Deixe o seu comentário

Setembro

TV Cult