dossiê | Apresentação

Edição do mês
dossiê | Apresentação
(Fotomontagem: Fernando Saraiva)

 

Ao questionarem o diagnóstico de uma suposta “epidemia trans”, especialistas ressaltam o papel da cis-heteronormatividade na definição de expectativas familiares e sociais e na formação de modelos canônicos de infância, sexualidade e gênero.

O dossiê conta com os textos:

A anatomia de um pânico moral

O pânico antitrans e a cisnormatividade

Uma psicanálise antigênero?

Psicanálise e transidentidades em tempos de mutação epistêmica

Lucas

Artista convidada

O dossiê é ilustrado com obras da artista Élle de Bernardini, que vive e trabalha em São Paulo. Ela é uma mulher transexual, cuja produção é permeada pela sua biografia. As obras da artista interseccionam questões de gênero, sexualidade, política e identidade com a história da humanidade e da arte. Seu trabalho vem sendo exposto em instituições de renome, como o Museu de Arte de São Paulo (Masp), a Pinacoteca do Estado de São Paulo e o Museu de Arte do Rio (MAR). Suas obras, entre pinturas, fotografias e instalações, integram importantes coleções como as do Museu de Arte do Rio Grande do Sul (MARGS), do MAC-Niterói e do Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro (MAM).


> Assine a Cult. A mais longeva revista de cultura do Brasil precisa de você. 

Deixe o seu comentário

Fevereiro

TV Cult