Poema para quem não irá lê-lo

Poema para quem não irá lê-lo

 

Lugar de Fala é o espaço dos leitores no site da Cult. Todo mês, artigos enviados por eles são publicados de acordo com um tema. O de julho de 2021 é “memória”


Me deixe começar pelo final
assim mesmo, ao contrário, sem fazer sentido
É proposital
Nesse poema para alguém que não irá lê-lo
começo com o mesmo que nos afastou: as palavras

Tenho olhado tanto pra trás
Desejado voltar o relógio
Ganhar mais tempo pra me explicar

Se antes fui poesia, hoje escrevo uma só pra te lembrar
Que você não me lê. Não me ouve. Não quer me ver
E minhas palavras ocupam agora o espaço da ausência das suas

Sou incapaz de desperdiçar alguma
delas pra te causar dor
não tenho mais tempo pra dor
só tenho memória pro amor
A minha sorte é esquecer

Ainda estou buscando um verso que caiba no vazio que eu sinto
mas as poesias também têm seu fim
então termino por aqui

 

Lucélia Gomes Pereira, 24, mora em Santa Rita, PB,
e é jornalista.

 

Deixe o seu comentário

Setembro

TV Cult