Ney Matogrosso faz show grátis no aniversário de SP; veja mais dicas

Ney Matogrosso faz show grátis no aniversário de SP; veja mais dicas
O cantor Ney Matogrosso, que faz show grátis em São Paulo em comemoração ao aniversário da cidade (Foto: Thiago Piccoli)

 

[Música] Shows gratuitos no aniversário de São Paulo

Em comemoração aos 466 anos da capital paulista, a cidade contará com diversos shows e atrações neste sábado – a maioria concentrados no centro. No Largo São Bento, o hip hop é homenageado com shows de Karol Conká e Rashid durante a tarde. À noite, a banda Skank apresenta só sucessos na Galeria do Rock, enquanto Ney Matogrosso sobe ao palco na Avenida São João. Mais shows acontecem em outras regiões, com o rapper Emicida na zona leste (Palco Praça Brasil). Veja a programação completa aqui.

25/01, em vários pontos de São Paulo, SP. Grátis. 

[Exposição] Inauguração do Paço das Artes

Depois de ocupar diversos espaços ao longo de seus 50 anos de existência, o Paço das Artes comemora a abertura de sua primeira sede definitiva neste sábado (25). Na inauguração, a galeria apresenta uma exposição inédita da artista gaúcha Regina Silveira denominada Limiares, composta de instalações e videoinstalações. A artista também doou três obras em vídeo para o Paço: “Campo” (1977), “A arte de desenhar” (1980) e “Morfa” (1981). 

25/01, às 14h, no Paço das Artes, Rua Albuquerque Lins, 1331, São Paulo, SP. Grátis.

[Cinema] Claquete Lésbica + Aranha: The early works of Cheryl Dunye

O Cineclube Aranha e o Claquete Lésbica, dois coletivos dedicados a narrativas femininas, feministas e lésbicas no cinema, realizam uma sessão em parceria, mostrando filmes do começo da carreira da cineasta Cheryl Dunye. Focados em histórias de mulheres negras e lésbicas nos Estados Unidos, os curtas exibidos ainda contam com comentários da poeta, ativista e educadora social Nívea Sabino.

25/01, às 16h, na Casa de Referência da Mulher Tina Martins, Rua Paraíba, 641, Belo Horizonte, MG. Grátis.

 [Exposição] Museu, memórias e mulheres: Bonde da História

No último domingo do mês, o projeto Bonde da História – que promove visitas guiadas temáticas no Museu de História Nacional do Rio – terá como mote a representatividade das mulheres na história do Brasil. Analisando o acervo em exposição do museu, os guias tratam de como a figura da mulher brasileira foi construída pela arte ao longo dos séculos. 

26/01, das 14h às 15h30, no Museu Histórico Nacional, Praça Marechal Âncora, s/n, Rio de Janeiro, RJ. Grátis.

 [Teatro] Ordinários  

A apresentação da comédia Ordinários, neste domingo, marca o encerramento da convocatória a_ponte no Itaú Cultural, um projeto que selecionou grupos de teatro de universitários ou independentes para compor uma mostra. A peça é uma nova montagem da Cia. La Mínima e conta a trajetória de três soldados (Fernando Paz, Fernando Sampaio e Filipe Bregantim) numa missão de resgate. A direção é de Alvaro Assad.

26/01, às 19h, no Itaú Cultural, na Av. Paulista, 149, São Paulo, SP. Grátis (mediante a reserva de ingressos no site do Itaú Cultural).

 [Teatro] Meus lábios se mexem 

De autoria de Jorge Furtado, Meus lábios se mexem é inspirada em um episódio real acontecido em 1968: a companhia teatral de Fernando Torres e Fernanda Montenegro encenou Volta ao lar, peça do inglês Harold Pinter, censurada em São Paulo pela chefe do departamento de censura da Polícia Federal, Dona Solange Hernandes. A montagem, dirigida por Adyr Assumpção, narra um encontro entre o elenco e a censora.

27/01, às 20h, no Teatro da Cidade, Rua da Bahia, 1341, Centro, Belo Horizonte, MG. Grátis. 

 [Palestra] Medicalização da vida e da morte

A psicóloga e especialista em prevenção ao suicídio Flávia Andrade Almeida ministra a palestra “Medicalização da vida e da morte – um debate sobre o suicídio para além da saúde mental” na próxima terça-feira (28). O objetivo é discutir perspectivas sociológicas, históricas, filosóficas e psicanalíticas da morte e do suicídio, além dos impactos da medicalização na abordagem do suicídio. 

28/01, às 19h, na Tapera Taperá, av. São Luis, 187, 2º andar, loja 29, São Paulo, SP. Grátis.

 [Cinema] Cine diversidade especial Dia da Visibilidade Trans

Em homenagem ao Dia da Visibilidade de Transexuais e Travestis (em 29 de janeiro), o MIS Santa Tereza faz uma exibição especial do filme Bixa travesty, documentário sobre a vida de Linn da Quebrada, cantora transexual e negra. Após a projeção, as militantes pelos direitos LGBT Giselle Lima e Rhany Mercês participam de um debate sobre o filme mediado pelo psicólogo João Henrique Borges Bento.

28/01, às 19h30, na MIS Cine Santa Tereza, R. Estrela do Sul, 89, Belo Horizonte, MG. Grátis (os ingressos serão distribuídos 30 minutos antes da sessão).

 [Projeção] 100 anos de O gabinete do Dr. Caligari

Filme clássico do expressionismo alemão, O gabinete do Dr. Caligari (dirigido por Robert Wiene) completa 100 anos em 2020 e ganha uma homenagem do Goethe-Institut São Paulo. O artista Alexandre Teles recriou frames do filme utilizando a técnica de monotipia para seu livro CALIGARI! (Editora Veneta), lançado em 2018. No Goethe-Institut, ele faz uma projeção dos mais de 600 frames com trilha sonora ao vivo. O evento contará, ainda, com mediação do crítico de cinema Donny Correia.

30/01, às 19h, no Goethe-Institut São Paulo, Rua Lisboa, 974, São Paulo, SP. Grátis. 

Deixe o seu comentário

Fevereiro

TV Cult