Estante CULT: Patricia Hill Collins, Melanie Klein, Ocean Vuong

Edição do mês
Estante CULT: Patricia Hill Collins, Melanie Klein, Ocean Vuong
A escritora e teórica feminista Patricia Hill Collins, autora de 'Pensamento feminista negro' (Foto: Divulgação/Boitempo)
  IDEIAS A SERVIÇO DA JUSTIÇA SOCIAL  Patricia Hill Collins escreveu o livro que gostaria que sua mãe pudesse ter lido. Um livro sobre mulheres negras comuns, que por meio de suas ideias e ações procuram melhorar o cotidiano, mulheres que são agentes de conhecimento da realidade da própria vida. Desse desejo nasceu uma obra monumental, que se tornaria referência obrigatória para os estudos de gênero e raça nos Estados Unidos – e que chega agora ao Brasil, quase trinta anos após sua publicação original, em 1990. A socióloga e professora estadunidense constrói um panorama do pensamento feminista negro, com seus principais temas, conceitos e referências. Retomando tradições teóricas como a filosofia afrocêntrica, a teoria feminista, o pensamento social marxista, a sociologia do conhecimento e a teoria crítica, posiciona no centro das análises as experiências e ideias de mulheres negras tanto de dentro como de fora da academia, mais e menos conhecidas. Vai na contramão do que considera uma tendência em vigor na produção acadêmica dominante de “canonizar umas poucas mulheres negras como porta-vozes do grupo e recusar-se a ouvir qualquer outra que não essas eleitas”. Por meio de argumentos complexos, mas acessíveis, propõe conceitos para compreender não apenas os mecanismos de opressão das mulheres negras, mas as ferramentas que lhes permitem desenvolver conhecimentos e estratégias para enfrentá-los. Oferece reflexões aprofundadas sobre temas como opressão, interseccionalidade, empoderamento, justiça social, sexualida

Assine a Revista Cult e
tenha acesso a conteúdos exclusivos
Assinar »

Setembro

TV Cult