Eduardo Guerreiro Losso

Colunista

É professor associado do programa de pós-graduação em Ciência da Literatura da UFRJ, bolsista produtividade do CNPQ e editor da Revista Terceira Margem. Estuda teoria crítica, literatura, teoria da mídia, contracultura musical e poesia moderna, com ênfase... Saiba mais »

Antiambientalismo necropolítico: em torno do assassinato de Bruno e Dom Eduardo Guerreiro Losso

Eduardo Guerreiro Losso escreve sobre a sabotagem sistêmica do meio ambiente, que se coloca cada vez mais grave com as mortes de agentes protetores

Centro: o ponto de encontro de anseios extremos Eduardo Guerreiro Losso

Eduardo Guerreiro Losso fala sobre o novo livro de Francisco Bosco chamado “O diálogo possível: Por uma reconstrução do debate público brasileiro”.

Depressão cívica: sofrimento psíquico por agressão à democracia Eduardo Guerreiro Losso

Eduardo Guerreiro Losso analisa o desgaste cotidiano que é imposto aos cidadãos que primam pela normalidade institucional diante de um ambiente público bélico, aflito, alvoroçado, que ameaça a estrutura democrática brasileira

Um armado e desastrado, outro estelar e iluminado Eduardo Guerreiro Losso

Na coluna da semana, Eduardo Guerreiro Losso comenta o acidente com o ex-ministro da Educação, Milton Ribeiro, que teve sua arma disparada no aeroporto de Brasília

Pessimismo e otimismo em tempos de fundamentalismo bélico Eduardo Guerreiro Losso

Além do conflito na Ucrânia, vivemos a sobreposição de diferentes guerras: a guerra neoliberal, guerra ao meio ambiente, guerra do tráfico, violência policial, violência miliciana, guerra de informação e guerra pandêmica

Guerra não combina com desenvolvimento sustentável Eduardo Guerreiro Losso

Enquanto nos Estados Unidos os democratas muito se esforçam por aprovar um pacote ambiental, o governo brasileiro aproveita a guerra para empurrar, como nunca, o seu pacote antiambiental

A desolação da guerra: sobre a revista paranaense “O Cenáculo” Eduardo Guerreiro Losso

Nossa alternância entre catástrofe e luto tem um antecedente semelhante, mesmo que bem diferente, na expressão literária de uma das publicações mais importantes da belle époque brasileira: a revista paranaense “O Cenáculo”.

Tempos de guerra: onde foi parar a ideia de paz? Eduardo Guerreiro Losso

Afinal, vivemos em tempos de guerra? Onde foram parar aqueles vagos resquícios de calma? Faz ainda algum sentido almejar um horizonte de paz?

Covid leva à cova: sobre “Esquifes”, de Dario Vellozo Eduardo Guerreiro Losso

A obra do simbolista curitibano transita na ambiguidade entre morrer e atravessar o sobrenatural; sepultar a crença, recusar os engodos do mundo e viver no recolhimento meditativo

Aniquilação da vitalidade Eduardo Guerreiro Losso

Na discussão a respeito do filme “Não olhe para cima”, de Adam McKay, pouco importa se ele é bom ou não. Importa é que toca na verdade infernal de nossa relação com a realidade

Negacionistas: céticos ou crentes? Reviravoltas de encantamento e desencantamento Eduardo Guerreiro Losso

Muito se ilude quem se considera inteiramente desencantado, ou encantado. Somos fruto da estranha geleia geral de magia e niilismo

Multidão conectada Eduardo Guerreiro Losso

No primeiro artigo da coluna Encantamento e Desencantamento, uma reflexão, a partir da ideia de ascese, sobre a dependência de celular em tempos de pandemia

TV Cult