Espetáculo, percepção e sensação Welington Andrade

A leitura de dois importantes títulos de teoria crítica convida à reflexão a respeito de como o teatro contemporâneo tem lidado com as categorias da percepção e da sensação, que levam inevitavelmente ao problema da subjetividade

Teatro falado Welington Andrade

“Encontro com o Espectador” convida mensalmente atores e diretores a conversarem com o público sobre seus trabalhos

Salvos da guerra e do mar Welington Andrade

Em Cais ou Da Indiferença das embarcações, a Velha Companhia investiga a teatralidade do rústico

Desordem e despejo Welington Andrade

Bailarina do século XIX é resgatada com vida dos escombros do teatro paulistano

O que ainda mantém o homem vivo? Welington Andrade

“O dia em que Sam morreu” empenha o vigor que a palavra pode exalar no teatro para tratar da obsolescência do homem

Entre máscaras e papeis Welington Andrade

“Pessoas perfeitas” confere estatuto dramático aos “sujeitos sujeitados” que habitam as grandes cidades

O palco como abismo da incongruência Welington Andrade

Em “Terra de ninguém”, a consciência humana está fadada a refugiar-se no caráter inefável da linguagem

Medeia, a memoriosa Welington Andrade

O mais recente espetáculo do grupo Folias trata de um mito arcaico e do futuro que foi enterrado com ele

O empreendedor cordial Welington Andrade

Cinquenta anos depois de escrita, Os Azeredo mais os Benevides, de Oduvaldo Vianna Filho, ainda tem o que dizer ao Brasil do século XXI

As atribulações do moderno “pater familias” Welington Andrade

É preciso vislumbrar e usufruir as nuances do monólogo Pós-Man para além de seu caráter de recatado recital

Setembro

TV Cult