A beleza está na busca

O conceito grego, que funde o bom e o belo, foi aplicado por Bento em suas regras para a vida monástica.   A Beleza de Deus ou o Deus da Beleza A Beleza de Deus é cantada em várias páginas da Escritura. “Uma só coisa peço ao Senhor: o que desejo é habitar na Casa … Continue lendo “A beleza está na busca”

A influência da cultura punk no vestuário contemporâneo

A roupa reflete as atitudes e os comportamentos de uma era e faz parte de um sistema que denominamos moda. As duas maiores influências sobre a moda contemporânea vieram dos motociclistas, nos anos 1950, e dos punks, nos anos 1970, e têm como grande traço comum a sua visceralidade.   Enquanto os motociclistas trouxeram a … Continue lendo “A influência da cultura punk no vestuário contemporâneo”

Punk na moda

“Repugnante”, “ultrajante”, “infame”, “podre”. Esses são alguns dos adjetivos que foram usados pela mídia para descrever a fauna humana que circulava pela King’s Road em Londres, no final da década de 1970.   Com seus cabelos espetados, descoloridos ou tingidos em cores berrantes, a maquiagem extravagante e coleiras de cachorro no pescoço, coberta por taxas … Continue lendo “Punk na moda”

Arte, política e explosão

A violência está instaurada no cotidiano e presenciamos hoje um deslocamento da estética da guerra para uma estética do terrorismo Miguel Chaia A estética da vulnerabilidade, experimentada pelos sujeitos nos dias de hoje, vem sendo preparada lentamente pela história e ganha expressividade devido aos impactos produzidos pelos atos terroristas nos Estados Unidos, na Espanha e … Continue lendo “Arte, política e explosão”

Quebra de padrão

Cartas inéditas de Roger Bastide a Florestan Fernandes são provas de uma amizade que rompeu com a idéia do Brasil como colônia intelectual.   Paris, 20 de fevereiro de 1952 Meu caro amigo, Recebi, há uma semana, sua carta de 26 de janeiro, assim como o primeiro pacote enviado por D. Ermelinda, que continha os … Continue lendo “Quebra de padrão”

Política de autores

Há três décadas, Antonioni fez uma viagem pela China em busca da resolução de um mistério; teria deixado lá a esperança para o cinema?   Há sempre dois métodos para desacreditar a China. Dois métodos intimamente ligados. Um consiste em reviver o fantasma do “perigo amarelo”. O outro, mais refinado, um pouco antigo, mas sempre … Continue lendo “Política de autores”

Metamorfoses de uma narradora

Bela, astuta, sensual; o que promete a Shahrazad dos manuscritos árabes à diferença do que se sabe dela de costume?   Desde que Jean Antoine Galland publicou em Paris a primeira tradução do Livro das mil e uma noites, os europeus – russos e dinamarqueses inclusos –, e logo os americanos e os próprios árabes, … Continue lendo “Metamorfoses de uma narradora”

Ah, essa deliciosa entreperna…

Alguns regimes de discurso sexual nas Mil e uma noites.    As estripulias sexuais anunciam-se nas Mil e uma noites desde a abertura: são os adultérios praticados pelas esposas dos dois reis irmãos, Shahzaman e Shahriyar, descritos com alguma perversidade pelo narrador. Depois se seguirão várias cenas em que práticas e jogos sexuais vêm à … Continue lendo “Ah, essa deliciosa entreperna…”

Santa Teresa de Jesus, crítica da ética

O fanático resseca toda lógica viva nas frases, no espírito; ele repete, como papagaio, o “verdadeiro”   Nada mais estranho à experiência mística do que o automatismo ético. A primeira abre sendas para o Absoluto, e o segundo fecha almas e corpos nos ritos estereotipados do cotidiano e dos preconceitos. Flaubert narra, no conto “Um … Continue lendo “Santa Teresa de Jesus, crítica da ética”

Crise nas infinitas terras

Há pelo menos duas descrições alternativas e opositoras para o Tio Sam: ele é o ícone do maior império capitalista mundial ou um símbolo desacreditado da democracia liberal da América A minissérie em quadrinhos U. S. Tio Sam, escrita por Steve Darnall e Alex Ross – que também faz a arte – foi publicada no … Continue lendo “Crise nas infinitas terras”

TV Cult